domingo, 18 de outubro de 2009

Fim

Apontar os dedos para os erros ( faltariam dedos, você não acha?), deixar a culpa pender mais para um lado do que para o outro e complicar mais ainda a situação são coisas quase inevitáveis quando o fim chega. Eu não fui diferente. Apontei meu dedo, no fundo quis me isentar da culpa de alguma forma... Mas pelo menos hoje, vejo tudo de outro ângulo. Acabou. Repeti isso por inúmeras vezes (mais para mim, do que para qualquer outra pessoa). Fui repetindo isso da mesma forma que o meu papagaio repete ' dá o pé, louro ' sem parar. Repeti, repeti e repeti. E finalmente, depois de quatro meses, essa frase soa mais verdadeira. Acabou, e eu aprendi a conviver com isso.
Sei que cometi diversos erros, que te fiz sofrer e que hoje, nem te procuro mais. E ao contrário do que você pensa, não faço isso porque quero ou porque acho divertido. Faço porque preciso. Estar perto não me permite acreditar no “Acabou" que tenho me esforçado para aceitar há tanto tempo. Por puro egoísmo fico longe, pra aprender enfim, a viver só.
Quem sabe um dia, nós consigamos aceitar essa situação de uma forma melhor e consigamos ficar ao lado do outro para ser apoio. Porque você e eu, já não somos uma música que tem um bom ritmo para ser dançado. Por maior que tenha sido o Amor (sim, com A maiúsculo), sozinho ele não era capaz de vencer. Foi intenso, sincero, de coração; mas não durou para sempre. E hoje, como um decreto para mim, é a última vez que falo sobre isso porque já passa da hora de seguir.
Vá ser feliz, meu menino. Alcançar o sucesso profissional que tanto merece, encontrar em alguém o que não havia em mim e principalmente valorizar o que há de bom em você, uma coisa que infelizmente nunca conseguiu fazer muito bem. Quanto a mim, decidi que nunca mais pensarei no que era para ter realizado, e não realizou.


(mas vou admitir que sempre lembrarei com pesar que você foi embora sem fechar as portas. e que quando resolvi apagar as luzes, você não voltou para tentar reacende-las)

11 comentários:

  1. E agora a gente fica pensando se esse texto é metafórico ou real...

    ResponderExcluir
  2. Não pense no que era para ter realizado. Pense que no realizou. Criamos espectativas em nossos relacionamentos, é a pior coisa que existe. As coisas se realizam por si só .. e não depende só da gente.

    Enfim.

    Tudo passa e tudo acaba um dia.

    Somos um vir-a-ser.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ah, tão compicado o amor!
    Faz tempo que desisti de entender...
    "Não vou deixar a porta aberta é como olhar pra trás/Não vou mentir nem tudo que falei eu sou capaz/Não vou roubar teu tempo, eu já roubei demais..." [Ana Carolina]
    Seu post me lembrou essa música!
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. É tão triste, né Cah?
    Eu e o namo decidimos nos dar mais uma chance, mas porque a gente se ama muito e quer ver isso dá certo.
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  5. Bom saber que agora você consegue seguir em frente e aceita que acabou.E se não deu certo é por que não era pra ser.Beeijo flor

    ResponderExcluir
  6. Pode ter sido intenso, completo e ter preenchido todas as lacunas por um bom tempo. Mas quando acaba a gente sempre acha que faltou, que não foi, que podia ter sido melhor. Enfim, é a melancolia dando lugar ao amor que antes havia.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. É dificil aceitar o fim, mas o mais importante é enxergar o ponto de partida que existe a partir dali. Tomara que você consiga, afinal dizer tchau a um grande amor é uma das tarefas mais complicadas.

    Texto tão lindo, me emocionou :~

    ResponderExcluir
  8. Texto lindo.Quando chega o fim apontar os dedos pros erros,se lamentar e fazer um drama parece que já sai automaticamente de nossas bocas.É bem difícil aceitar o fim e deixar que só restem lembranças,mais difícil ainda é tomar novos rumos sem se basear no passado.

    ResponderExcluir
  9. Se fosse em outro caso, eu provavelmente diria pra vocêse orgulhar de tudo que aprendeu e viveu, mas, agora, eu digo apenas que você não teve culpa. Se alguém lutou bem mais do que podia, esse alguém foi você. Se alguém se esforçou, chorou e se machucou com tudo aquilo, foi você também.
    É muito fácil ver que nossas escolhas não deram certo, flor, e voltar achando que o passado vai esperar. Não é bem assim.
    Quando alguém se diz apaixonado por você, essapessoa tem que, antes de mais nada, te ver como uma alma, uma vida, e não como um bonito objeto de decoração de lembranças.

    Siga em frente de queixo erguido :)

    ResponderExcluir
  10. Bola pra frente e a vida continua... Acontece.

    Bom texto.
    Beijão querida

    ResponderExcluir